Pular para o conteúdo principal

Escolas Montessori



Acho meio difícil falar de escolas montessorianas no Brasil, não por preconceito e sim por falta de experiência e si.Onde moramos não tem escolas genuinamente montessorianas, existem algumas com práticas aproximadas mas que jamais estarão 100% dentro da proposta do método.
Assim como eu, muitas mães encontram o mesmo problema na hora de buscar uma escola, encontrei a solução que se enquadrava em todos os nossos quesitos em particular, o homeschooling.
O homeschooling ainda é uma polêmica no Brasil mas trata-se do ato de educar os filhos em casa, com o método tradicional ou seguindo um programa personalizado.Ah!Mas é ilegal!Não, não é.Existem brechas na nossa constituição que permitem SIM o ensino em casa, porém a maior parte dos legisladores vêem o ensino em casa com maus olhos, os olhos do preconceito, de achar que os pais serão incapazes de fornecerem aos filhos os "benefícios" de uma escola.
Acredito que só quem já sofreu bullying na escola por ser pobre, nerd, negro, magro, gordo, religioso, deficiente ou fora dos padrões pode concordar sem pestanejar que o melhor lugar para realmente aprender algo é no conforto e segurança do lar.
Por enquanto Cissa continua frequentando a escola tradicional e praticando atividades montessorianas em casa mas já estou em vias de transição para a educação em casa.


Comentários

  1. Olá! onde você busca informações sobre o homeschooling? Tenho muito interesse em aplicar com minha filha :)
    Gratidão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda!
      Quem tem apoiado muito o homeschooling no Brasil é a ANED, também tenho contato com o próprio autor da lei, Deputado Eduardo Bolsonaro e busco ideias criativas em canais do you tube brasileiros e gringos.
      O método que utilizo não é padronizado, portanto, não possuo uma fórmula ou roteiro, preparo aulas por projeto de acordo com o interesse da Cissa.
      Obrigadíssima.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quarto montessori para recém nascidos

Estive lendo alguns blogs montessori brasileiros (os pouquíssimos que existem) e percebi que a metodologia ainda é um mistério para muitas mães estão decidi escrever esse post para mostrar  como organizar um quarto montessori começando pelos recém nascidos.Espero ajudá-los a entender melhor esse método tão interessante e organizado.


A cama chão ou cama montessori





A cama no método montessori é um local de descanso e estimulação.É colchão se solteiro colocado num canto do quarto, pode ter ou não um tapete ao lado caso o bebê role. A té completar um ano ou mais nós pais montessori praticamos a cama compartilhado depois, se a criança desejar, ela pode começar a dormir a noite toda na cama. A cama da minha filha é esta aqui:
Os páletes foram colocados porque o piso do quarto era frio
Espelho

O espelho é um acessório indispensável, com ele o bebê se auto conhecerá e tornará as brincadeiras divertidas e agradáveis. No quarto da Cissa decidimos não colocar um espelho grande, compranos um espelh…

Cama Compartilhada

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito de como os recém nascidos dormem na cama chão com uma mãe no puerpério, tendo que se abaixar e levantar várias vezes durante a noite e o dia.
Nunca encontrei uma referência de Maria Montessori sobre a cama compartilhada (se alguém tiver esta informação, por gentileza compartilhe), porém, através do estudo do método, de suas convicções a respeito do afeto e segurança naturalmente subentende-se que o melhor lugar para um recém nascido dormir é próximo à mãe.

Minhas considerações aqui se baseiam em minha experiência.Deixo bem claro que, cada família tem sua opção e que todas devem ser respeitadas.
A Cissa nasceu prematura de 7 meses, de parto cesário e no inverno, ou seja, todos os fatores colaboraram para a escolha da cama compartilhada.

Cama compartilhada não signigica que o bebê dormirá com os pais na mesma cama desde o primeiro dia, pode-se utilizar um moisés, nest ou um daqueles mini berços acoplados (vide imagem abaixo) nos primeiros meses e de…

Coisas que me remetem à infância

Resolvi fazer uma coletânia de coisas que me fazem lembrar de quando eu era criança e não tinha nenhuma preocupação.A primeira delas são as bolinhas bate-bate que no final dos anos 90 aterrorizou os lares brasileiros com aquele barulho insuportável, aliás, tenho visto essas bolinhas no comércio popular.Será que essa moda volta?Fui criada numa cidadezinha minúscula do interior de São Paulo e lá comíamos muita nespera, direto do pé e sem lavar (nós não conhecíamos os germes kkkkk), deve ser por isso que não pegávamos gripe, ela tem alta quantidade de vitamina C.Hoje quando aparece no supermercado tenho vontade de chorar ao relembrar.Meu irmão e eu vestíamos todos os dias bem cedinho nosso Conga azul marinho para irmos à pré-escola, eles eram molinhos e de solado fino mas eu adorava.Ahhhh os Chicletes mini já me proporcionaram muitas cáries, a única reclamação era que o sabor acabava tão rápido quanto o dinheiro da mesada.Eu assistia ao Xou da Xuxa (fala sério!) e dançava em cima da cama…